Páginas

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Argumentação sem mestre

Vença qualquer discussão!

Aqui vão as misteriosas dicas para você derrotar seus adversários em qualquer debate teológico.

Elas vêm na forma de um pequeno texto de onde você pode extrair os assim chamados argumentos killers (que estão em vermelho).

Memorize simplesmente a metade deles e você estará preparado para, em um âmbito evangélido piedoso, defender suas idéias, sejam elas quais forem, e derrotar idéias contrárias.

Peguemos um tema qualquer como exemplo:

"A importância de vencer debates teológicos".

O diabo não quer que você vença seus debates teológicos, portanto fará de tudo para que você não escute essas palavras.

Alguns tem dito que não é importante vencer uma discussão. Se essa idéia fosse levada até as últimas consequências teríamos que abrir mão de tudo que acreditamos ou pensamos ser verdade. Mas a ciência já provou que quem vence um debate é mais feliz. Por isso o que Deus mais quer para seus filhos é que eles sejam vitoriosos.

De fato no juízo final, quando você se apresentar perante Deus, Ele te fará somente uma pergunta: "Meu filho porque te envergonhaste de minha palavra e não usaste a espada que te dei?" A Bíblia diz "quem me confessar diante dos homens..."

Muitos acham que não é importante vencer uma discussão. Infelizmente esses estão sempre tentando entender as coisas de Deus com a razão humana. A heresia de menosprezar um debate certamente foi forjada no inferno.
-------
Não seja portanto mais um bocó, a partir de hoje vença todas as suas argumentações.

PS: Obviamente quanto mais você falar ou escrever menos chance dará aos seus adversários de reagir. Portanto, abuse das palavras!

5 comentários:

Rubinho Osório disse...

Bela dica!!! O que mais me impressionou foi o fato de eu usar tantos "killers arguments" sem nem perceber... meu Deus!!! Que vergonha!!!
Ah, Roger, um PS sem importância: teu alemão tá começando a atrapalhar teu português... (memorize, discussão, apreensão, catequizar...).

Roger disse...

Rubinho,
é sempre bom tê-lo aqui.
Vou te confessar uma coisa, não é o alemão não eu sempre fui assim é que no trabalho não tenho o corretor em português...
É uma doença, legastimia. Nem queira corrigir meus textos em alemão. rsrsr (mas as em português são bem vindas, vamos então a elas).

Abrçs,

Roger

Paulo Brabo disse...

"O diabo não quer" me fez rir muito. É vil, mas totalmente utilizada/utilizável.

Roger disse...

Grande Brabo,
pois é "o diabo não quer" consegue surtir mais efeito do que o próprio "Deus quer"...
Se te fez rir significa que paguei um pouco da minha imensa dívida contigo.
Valeu pela visita, agora registrada!

Jônatas disse...

Ah Roger,

muito legal seu post!

Eu era uma pessoa que argumentava exaustivamente para vencer um debate. Só que meus argumentos eram pouco mais filosóficos. :-)
Ontem mesmo conversei com minha esposa que é normal esquecermos de que Deus não precisa de advogado e de que o Espírito Santo existe.
Uma vida caracterizada pelo exemplo, onde a vivência cristã é notada pelo caráter e integridade (não falo de falso moralismo protestante) vale mais que mil palavras. Está tudo ali: Sermão da Montanha.

Abraços

Jônatas