Páginas

sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

O mundo perfeito do menino Jesus

imageConsta que Jesus, nascido da virgem Maria vivia anteriormente em um mundo perfeito. O mundo no qual adentrara era bem diferente daquele ventre materno aconchegante que vivera durante 9 meses e bem mais distinto, ainda, do mundo onde estivera antes dos 9 meses de gravidez de Maria, antes da fundação do mundo – este universo que conhecemos.

Ao longo de sua história Jesus veio anunciar que aquele seu “mundo perfeito” era chegado, ao qual Ele preferiu denominar Reino dos céus ou Reino de Deus. Pouco antes de sua morte, Ele também ora a Deus dizendo que voltaria àquela comunhão e à glória “perfeita” que antes tivera com Ele, o Pai – antes da fundação do mundo.

Creio que você e eu fomos criados para este Mundo vindouro, para esta glória vindoura, ainda que hoje sejamos movidos pelos desafios do dia-a-dia. Ainda que nos possa parecer sem graça, monótono, um mundo perfeito sem problemas é para lá que estamos destinados. Lá nossa natureza também será outra, uma glorificada. Por isso penso que o termo descanso combina bem com o porvir. Aqui é toda o cansaço do trabalho, lá toda a calma do descanso. Aqui a produtividade, lá o gozo do desfrute da colheita.

Mas hoje, em especial, por ocasião do Natal, basta-nos esta glória da manjedoura. O descanso do menino Jesus, que adentra o nosso universo. Deus que se deita, aqui, entre nós, Emanuel. Envolto em panos numa calma noite em Belém, dormindo em paz.