Páginas

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Crítica aberta a Severo

Resolvi atender à preferência de nosso amigo Clóvis do Cinco Solas, a saber: "ver uma crítica aberta ao Severo, pois tenho minhas reservas à pessoa e ministério dele."
Já que estou pondo fim a meu ecletismo sem limites, agora que Obama venceu e não temos mais fundamentalistas alucinados no topo do poder, agora que aviões cairam e o tempo amadureceu posso gastar esse precioso tempo e espaço para colocar alguns pingos nos is.
A verdade é que fiz poucas visitas ao Blog dele, mas o suficiente para me enojar. Não só pela total falta de ética ou estética, mas pela falta de seriedade e compromisso com o evangelho, camuflados justamente de seriedade e compromisso (com causas, diga-se de passagem que nunca foram as Bíblicas, nem as do homem de Nazaré).
Acho que as melhores palavras ditas a ele foram publicadas na entrevista de Cristianismo Hoje:
  • Quixotesco (o que poderia ainda ser entendido como um elogio)
  • histrônico (que ainda tenho que olhar no dicionário o que é isso)

Mas pela fúria de seus fans nos comentários, parece que a entrevista longa, que não tive saco de ler, fez jus ao Blogueiro que por total falta de noção, torna-se mais ridículo e pecaminoso do que o suposto ridículo e pecaminoso que tenta combater.

3 comentários:

Lou Mello disse...

Todo esse acontecimento, esse senhor, seus amigos e inimigos, a revista, me parecem tenebrosos, não no conjunto da obra, mas nesse fato isolado. Ouvi dizer que em um debate na sede da revista sobre esse fato, sobrou até para mim. Gostaria de ficar fora dessa. Meu universo é outro e tenho preocupações de sobra. Talvez tenha aí, algum divertimento, afinal o horror está cada vez mais na moda.

Alice disse...

....é isso Roger, manda ver !


beijosss

cincosolas disse...

Roger,

Acredito que a defesa de uma causa deve ser avaliada tanto pelo valor da causa como pela forma como é feita essa defesa.

No primeiro caso (ao meu ver e também confesso pouca assiduidade ao blog do Severo) algumas causas defendidas por ele realmente são minhas também. Por exemplo, o direito de educar os filhos em casa. E claro, a defesa do casamento bíblico não pode nunca ser visto como algo indesejável.

Mas aí temos a forma como se defende as causas boas, que pode inclusive comprometer a própria causa. Enfrentar o homossexualismo (causa do) com anti-homossexualismo é apenas faze o jogo de quem quer se fazer de vítima.

Na minha última visita minha ao blog, eu vi um comentário sobre a morte de Farrah Fawcett que me provocou engulhos...

Em Cristo,

Clóvis

PS.: obrigado por dividir comigo a "culpa" pelo artigo...