Páginas

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Não conheço esse homem

Quantas vezes terei que repetir? Eu não conheço esse cara!

Não sei quem ele é. Entendeu?

Quem eu sou?

Também não sei… (Com certeza, não quem você está pensando).

Não me conheço. E daí? Quem se conhece?

Já cheguei a pensar que eu me conhecia. Que eu fosse mais isso, mais aquilo. Mais corajoso, mais sábio, mais esperto, mais santo, mais homem…

Não sou mais quem eu pensava que era. Nem a metade daquilo.

Aquele homem?

Já disse, e falo a verdade, não o conheço mesmo.

Confundi. Pensei que ele fosse outro.

Nesse estado, me recuso a conhecê-lo.

Se ele me conhece?

Ele conhece tudo! Deve me conhecer também…

Sim ele me conhece. Na verdade, só ele me conhece.

Se eu o conhecesse também me conheceria…

Se ele me ama?

Não tenho dúvida.

Se eu o amo?

Melhor perguntar isso pra ele…

2 comentários:

Eduardo disse...

Conversa depois da primeira sessão de terapia! Ou, excesso de chá de Santo Daime.

Roger disse...

Eduardo você, como sempre, trazendo meu singelo Post para o contexto de sua complexa realidade... Difícil exercício.