Páginas

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Será que tudo já foi determinado?

De fato para uma cultura latino americana como a nossa, cuja crença no destino é deveras acentuada, torna-se ainda mais agravante o estado de latência, quando exageramos na doutrina da predestinação e soberania divinas. O equilíbrio faz-se necessário.

Uma consequência prática disso pode ser vista na disciplina espiritual da oração como é abordado no extrato abaixo:

“É fácil sermos derrotados logo de início por nos haverem ensinado que tudo no universo já foi determinado, e assim as coisas não podem ser mudadas. Podemos melancolicamente sentir-nos desse modo, mas não é isso o que a Bíblia ensina. Os suplicantes que encontramos na Bíblia agiam como se suas orações pudessem fazer e fizessem uma diferença objetiva. O apóstolo Paulo alegremente anunciou que “somos cooperadores de Deus” (1 Coríntios 3.9); isto é, estamos trabalhando com Deus para determinar o resultado dos acontecimentos. O estoicismo, e não a Bíblia, é que exige um universo fechado. Muitos, com sua ênfase sobre aquiescência e resignação ao modo de ser das coisas como “a vontade de Deus”, aproximam-se mais de Epícteto que de Cristo. Moisés foi ousado na oração porque acreditava poder mudar as coisas, e mudar até mesmo a mente de Deus. De fato, a Bíblia de tal modo acentua a abertura de nosso universo que, num antropomorfismo duro para os ouvintes modernos, ela fala que Deus constantemente muda de idéia de acordo com seu amor imutável (Êxodo 32.14; Jonas 3.10). Isto vem como um verdadeiro livramento a muitos nós, mas também coloca diante de nós uma tremenda responsabilidade. Estamos cooperando com Deus para determinar o futuro! Certas coisas acontecerão na história se orarmos corretamente. Devemos mudar o mundo pela oração. Que motivação maior necessitamos para aprender este sublime exercício humano?

Richard J. Foster em Celebração da Disciplina O Caminho do Crescimento Espiritual

Leia também:

8 comentários:

Alice disse...

Roger querido !

e hoje consegui uma folguinha... depois de 2 meses sem parar...Ufa !... e não é que estou aqui a mais de meia hora, lendoe lendo e me deliciando em seus textos , em seus temas tão bem pensados... cara, vc é bom na expressão de Deus !!

estou adorando e creio que fico aqui ainda na proxima hora !!


beijos pra vc !!

ps.: muito frio aí ??.... aqui em Ubatuba, 40 graus !!!! Ufa !

Alice disse...

Roger querido !

e hoje consegui uma folguinha... depois de 2 meses sem parar...Ufa !... e não é que estou aqui a mais de meia hora, lendoe lendo e me deliciando em seus textos , em seus temas tão bem pensados... cara, vc é bom na expressão de Deus !!

estou adorando e creio que fico aqui ainda na proxima hora !!


beijos pra vc !!

ps.: muito frio aí ??.... aqui em Ubatuba, 40 graus !!!! Ufa !

Lou Mello disse...

Ano passado, a Editora Vida promoveu um encontro para falar sobre esse livro. Três pesos pesados estiveram presentes, Ed Rene entre eles, mas nenhum deles falou sobre o livro. Fiquei com a sensação de que, sequer, o leram.

Humberto Ramos disse...

Hehehehe Caraca, Lou, essa foi boa!

O livro é bacana, já li partes dele, preciso terminá-lo, mas como só o tenho em e-book a leitura está lenta (detesto ler no computador).

Abraços!

Roger disse...

Pois é Beto, eu peguei a dica desse livro via os 40 da Ultimato e via João Alexandre que disse estar relendo-o em uma entrevista lá no Pava.

Mas tenho também em PDF e tive que imprimir.

Abraços,

Roger

Roger disse...

Lou,

imagino sua cara com um olhar ressabiado vendo o (des)enrolar da conversa.

Mas esse não é o primeiro nem o grande livro que temos e festejamos, mas evitamos seu conteúdo e essência ao ponto de duvidarmos se alguns de fato realmente o lê.

Abrçs,

Roger

Roger disse...

Querida Alice,

que bom você esteve na nossa sintonia. Acho que muitas vezes essa afinidade vem de estarmos na mesma frequência, o que nem sempre acontece entre as pessoas.

Se aqui está frio? Olhe o vídeo (desenho animado) que deixei no meu Orkut e verá minha situação bem ilustrada...

Só me resta morrer de inveja de vocês!

Beijos,

Roger

Felipe Fanuel disse...

Engraçado. Ontem mesmo estava a ler Calvino aqui em casa.