Páginas

segunda-feira, 22 de junho de 2009

A Bíblia e suas interpretações

Existem pelo menos três maneiras de se interpretar a Bíblia.
A primeira pergunta : O que Jesus (ou o autor) estava querendo dizer com isso?
A segunda afirma : Jesus (ou o autor) não estava “querendo dizer”. Ele disse o que está escrito.

Embora as duas maneiras sejam válidas, tenho visto que a primiera é com frequência a mais útil.

Já a terceira maneira é simplesmente não se preocupar em interpretá-la e deixar que ela mesmo nos interprete.

6 comentários:

Rubinho Osório disse...

Huummm, a terceira parece desculpa de preguiçoso... sei não... seria uma espécie de "interpretação passiva"?
Não consigo imaginar "ela" se interpretando a "nós" sem a nossa participação ativa... não mesmo!

Danilo Fernandes disse...

Hermeneutica boa é coração limpo e Amor por Ele cujo fruto principal é a certeza do Seu caráter e Amor por nós. Diante disto, sempre fica mais fácil considerar o que Ele diz, antes do que queremos ouvir!

Tudo de bom!

Em Cristo,

Danilo

http://genizah-virtual.blogspot.com/

Roger disse...

Caríssimo Rubinho,

de fato "interpretação" é um termo meio que forte para a terceira maneira de se "ler" a Bíblia, mas cabe.

Quando a listei pensei que a palavra de Deus é viva, nos permitindo certa passividade. Penso numa posterior ruminação automática que fazemos de quse tudo interessante que lemos ou ouvimos, ou naqueles efeitos subconscientes dos quais nem damos conta.

Exemplificando: Quando leio em Gênesis a história de José e seus irmãos, simplesmente me delicio com o texto. A trama toda é bem melhor que qualquer novela.

Alguns dizem que as cartas do novo testamento deveriam ser lidas simplesmente como se lê uma carta e não destrinchadas e analisadas como se faz com um cadáver no IML.

Um foter abraço,

Roger

Roger disse...

Caro Danilo,

valeu pela visita.

Na verdade penso que Deus nos fala muitas vezes o que mais queremos ouvir mas nos falta a deivida coragem para crer, ou, como você bem mencioou, a devida pureza de coração.

Um forte abraço,

Roger
PS: adicionei seu Blog e em breve retribuiremos a visita.

Alice disse...

Grande Roger ...sempre com grandes reflexôes !!

beijos para todos aí !!

Lou Mello disse...

Li o post pelo Bloglines e não havia lido os comentários. Então meu post incluindo José foi uma "coincidência" feliz ou, como diríamos nos velhos tempos, coisa do Espírito. Ave Roger!