Páginas

terça-feira, 12 de abril de 2011

temor mor

Temor temor temor temor temor temor temor temor temor temor temor temor temor temor mor temor mor temor mor temor mor temor mor temor mor temor mor temor temor mor morte temor mor morte temor mor morte temor mor morte temor mor morte temor mor morte temor mor morte a morte a morte a morte a morte a morte a morte temo a morte a morte a morte a morte a morte a morte a morte temo a morte temo a morte temo a morte temo a morte temo a morte temo a morte temo a morte temo a morte temo a morte temo a morte temo a morte temo a morte a morte a morte a morte a morte amor te amor te amor te amor te amor te amor te amor te amor te amor te amor te amor te amor te amor te te amo te amo te amo te amo te amo te amo te amo te amo te amo te amo te amo te amo: não temas.

4 comentários:

Tuco Egg disse...

Uau!

Waldir disse...

É...

Raquel Jacobsen disse...

um belo exercício:com o temor,a morte e o amor.

Rubinho Osório disse...

É como aquele desenho no qual os peixes se tornam aves imperceptivelmente...
Legal!