Páginas

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Troco casal de pombinhos machos por uma fêmea

Numa polêmica não existirá meio termo. Ou você pula para um lado, ou é empurrado para o outro.
 
Olhe a questão da lei contra homofobia ou a do casamento gay, por exemplo. Polêmico, não?
 
Se a escolha do outro não me agride, nem interfere significantemente nada em minha vida nem na dos meus, por que eu iria me importar com isso? Será que a escolha do outro é agressiva, só porque não coincide com a minha? E quem afinal ao certo saberia dizer até que ponto a sexualidade humana é ou não opcional?
 
É comum que igrejas (e religiões em geral) em primeira linha assumam postura legalista, seja repressiva por um lado, ou mesmo libertina, por outro.
 
Se a igreja for a católica ou a protestante o discurso legalista (não poucas vezes oposto à prática) dirá: é proibido e deve ser condenado, visto que pecaminoso. Isso aliás, é o que poderemos extrair inerroneamente de boa parte da Bíblia. Mas não de toda ela!
 
Sim, a chegada de Jesus, que era conhecido como amigo dos pecadores, apresenta-nos outra abordagem do relcionar divino com as contradições humanas: a da graça.
 
Enquanto antes, a Bíblia dizia que Deus enxergando o pecado nem ouviria a pessoa, a graça pregada e vivida por Jesus de Nazaré diz: Deus se achega a pecadores. Sim, Jeová se achega justamente aos pecadores. E o Messias não se detém para definir o que é, ou o que não é pecado, pois seu foco não está na lei. Ele deixa patente que pecadores, todos somos. Indepedente do número, gênero ou grau do pecado. Sua atenção se volta então para a inclusão dos excluídos. E não o contrário.
 
Quando Jesus tratou da sexualidade humana, ele destacou uma coisa. A mesma coisa que destacou em todos os âmbitos do relacionar humano: que somente seja em amor. Que seja de forma compromissada. Mas que haja também graça, pois o coração humano é duro.
 
Sou do tipo de pessoa que vê na liberdade individual algo de sagrado. Sei que não se pode facilmente fixar onde começa e onde termina a individualidade de alguém, visto que estamos todos entrelaçados. Mas talvez, por isso mesmo, seja importante respeitar e apoiar as escolhas individuais - desde que essas evidentemente não causem danos (diretos) a outros indivíduos ou à coletividade.
 
Contudo o comum, o que se repete constantemente em todas sociedades - e aqui reside o imoral – é as escolhas caprichosas coletivas massacrarem indivíduos, ou minorias. Roubando-lhes o direito de serem senhores de seu próprio viver.
 
Melhor então seria que cada um assuma responsavelmente os ônus e os bônus naturais de suas próprias escolhas, sejam elas sexuais ou não. E que a coletividade, com suas lideranças políticas e religiosas, saibam concentrar-se naquilo que seja realmente do interesse coletivo sem, por favor, atropelarem os indivíduos (ou minorias) em suas demandas individuais. Afinal, é de sumo interesse do coletivo, especialmente em uma sociedade dita cristã, que o indivíduo (e as minorias) sinta-se - e de fato seja - respeitado em suas demandas. 


5 comentários:

Rubinho Osório disse...

Em viagem com a Elaine, conhecemos duas moças. Muito simpáticas, inteligentes, nos afeiçoamos imediatamente e fizemos vários passeios e refeições juntos. Tínhamos dúvidas se seriam gays, mas nada indicava essa condição, a não ser o fato de estarem viajando juntas. Alguns anos depois, a amizade se fortaleceu e nos contaram que vivem juntas há 8 anos. Interessante que minha admiração por elas aumentou quando soube da história delas. Em nenhum momento me veio qualquer impressão de imoralidade, frivolidade, promiscuidade ou falta de caráter. Pelo contrário.

ngimbo camana disse...

Esta materia da teologia,é super para mim derrotar as carteses do inimigo,valeu por esta visão professor o pai da eternidade,tè dé mais oportunidade amem!

ngimbo camana disse...

Deus pai,nos demais visão para que com esta teologia,possamos defrontar as heresias do inimígo.

***Lucy*** disse...

Bela Mensagem!

Conhecer seu blog alegrou muito o meu coração.
Oro para que todos que acessarem seu espaço sejam alcançados pela Graça e pelo Amor de Deus, que é tremendo!
Glorifico a Deus pela sua vida, família e ministério.

Deixo o convite para visitar o meu espaço, ficaria honrada se seguisse o meu humilde cantinho, fique a vontade para expressar sua opinião...

E o mesmo Deus da paz vos santifique em tudo, e o vosso espírito, alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.
I Tessalonicenses 5. 23

http://frutodoespirito9.blogspot.com/

Em Cristo sempre,

***Lucy***

P.S. Conheci um blog que está com mensagens interessantes, polêmicas e atuais. Vale a pena acessar e conferir:

http://discipulodecristo7.blogspot.com/

António Jesus Batalha disse...

Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
decerto que virei aqui mais vezes.
Sou António Batalha.
Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.