Páginas

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Novos tempos, novos rumos

Como hoje em dia igreja virou negócio e negócio, religião, imagino não ter muitas dificuldades em misturar e, talvez principalmente, separar esses dois temas.
O marco de um ano foi vencido e recomeçamos um novo modelo de Blog com uma nova ênfase. Como administrador sinto-me mais à vontade no campo das ciências gerenciais do que no teológico. Todavia não posso e não irei abandonar a temática libertadora proposta - extraída do Reino de justiça e alegria no Espírito trazida e implatada por Jesus, o filho de Deus, nosso Senhor.
Os temas centais: tomada de decisão, poder, relacionamentos, direção e planejamento deverão ter uma tônica crescente. Por isso a opção em escrever incialmente sobre as questões: “Deus & Futuro”, “Arbítrio & Destinação” e “Sinergismo X Monegismo” - Para as quais tentarei dar continuidade.
A esolha da foto de cabeçalho tem obviamente uma razão: Todos sabemos que o marco zero da administração está no fordismo e na revolução industrial, os quais trouxeram muitos benefícios à humanidade e, como não poderia deixar de ser, também várias mazelas. Por isso são alvos de críticas das mais diversas, mas nenhuma delas se igualará, devido à sua profundidade artística, à de Charlie Chaplin em Tempos Modernos.
“Tempos modernos” é um filme que anuncia melancolicamente a “máquina tomando o lugar dos homens”. A máquina, o sistema, a patente, os direitos autorais, o “Copyright ©” são a herança que a modernidade legou à pós-modernidade. Esses elementos mecanizantes nada tem de pagão ou de religião em si, mas a religião pode muito bem incorporá-los e abusá-los em sua gana pragmática - e isso ela faz vorazmente.
Assim Teologia Livre não deixará de denunciar esses abusos, como já tem feito.
No mais continuaremos com o propósito original (que deveria ser) de todo B-log, um diário eletrônico compartilhado e confraternizado.

3 comentários:

Rubinho Osório disse...

Que venham mais 365 textos!!!

Por Ele. disse...

O mecânico cada dia roubando o lugar do primórido, porque?

Escolhas.

E aqui começa um ciclo?
Comecei, comecei...
Darei pitacos por aqui!

Rondinelly disse...

Sim, muitas postagens ludditas para um mundo de textos mecanizados. Estarei aqui.